20070930

Ensina-me a viver

Senhor, eu peço o Teu amor por nós
É tão mais fácil conviver
Com atenção ouvimos tua voz
Para podermos aprender

Ó Senhor dá-nos Tua graça e luz
Para podermos caminhar
E carregando esta nossa cruz
Fica mais fácil suportar

Senhor, ensina-me a viver,
a dar e a receber
de Ti o que eu mereço,
é tudo o que eu Te peço
para continuar
a poder caminhar
para a frente


Gostava de Te poder ter aqui
Tudo seria bem diferente
Dar-Te a mão e irmos por aí
Falar de Ti a toda a gente

Senhor, ensina-me a viver,
a dar e a receber
de Ti o que eu mereço,
é tudo o que eu Te peço
para continuar
a poder caminhar
para a frente

(Oh, Senhor) dá-me a Tua mão,
que eu nunca diga não
Tu és a minha luz,
és Tu quem me conduz
até à eternidade
com toda a liberdade
para sempre... Oh, Senhor!





(música original - Barclay James Harvest)

(pauta e acordes)


Cantámos hoje esta canção pela primeira vez.
Foi o máximo!!!

Parabéns meus jovens queridos, estou orgulhosa de vós!

20070927

Somos cidadãos do mundo


Somos cidadãos do mundo (do mi-)
que necessita do voo de uma pomba,
(fa sol)
que necessita de corações abertos,
(do la-)
que está sedento de uma água nova!
(fa sol)

POR ISSO ESTAMOS AQUI,
(do mi-)
COMIGO PODES CONTAR
(do mi-)
E DEIXAREI MINHAS MALAS AO LADO
(fa sol)
PARA PODER TER ABERTAS AS MÃOS
(fa sol)
E O CORAÇÃO CHEIO DE SOL.
(fa sol)

Somos cidadãos do mundo
que clama dia e noite a liberdade
que permanece envolvido nas trevas
da fome, do ódio e da guerra.

Somos cidadãos do mundo
que foi criado como casa de todos
como lar de uma grande família
onde todos vivamos em paz!

(mais uma que o GJ canta)
e eu também, lol

20070924

Deus vela pelos mais fracos

“Escutai bem, vós que espezinhais o pobre e quereis eliminar os humildes da terra. Vós dizeis «Quando passará a lua nova, para podermos vender o nosso grão? Quando chegará o fim de sábado, para podermos abrir os celeiros de trigo? Faremos medida mais pequena, aumentaremos o preço, arranjaremos balanças falsas. Compraremos os necessitados por dinheiro e os indigentes por um par de sandálias. Venderemos até as cascas do nosso trigo». Mas o Senhor jurou pela glória de Jacob: «Nunca esquecerei nenhuma das suas obras».
(Am. 8, 4-7)
(1ª Leitura da Missa de ontem)

No missal diz que a exploração do homem pelo homem não é só de hoje.

Eu diria mais: A exploração do homem pelo homem não é só do tempo do profeta Amós, é actualíssima! Sentimo-la hoje na nossa pele! É o fiel retrato dos nossos dias.

Resta-me a consolação de que Deus não dorme!

20070920

Fugir ou morder o anzol?

Ai, eu já pensei,
Mandar pintar o céu em tons de azul,
Para ser original.
Mas só depois notei,
Que azul já ele é, houve alguém,
Que teve ideia igual.

Eu não sei se hei-de fugir ou morder o anzol
Já não há, nada de novo aqui, debaixo do sol

Já me persegui,
Por becos e ruelas de horror,
Caminhos sem saída.
Até que me perdi,
Sozinha sem saber,
De que cor pintar a minha vida.


(Anzol - Rádio Macau)



20070918

Faz a paz

Que importa se é tão longe
A praia onde tenho de chegar
O caminho é este:
Faz a paz

Faz a paz, faz a paz
Faz a paz, faz a paz
O caminho é este:
Faz a paz


A luz de um novo dia
Venceu a minha escuridão
O caminho é este,
Vem irmão

Faz a paz, faz a paz
Faz a paz, faz a paz
O caminho é este:
Faz a paz



Faz a paz/Let it be

20070913

O desafio de CRER

"Se amanhã não chover, vai estar um lindo dia!", expressão engraçada que uma minha amiga usa às vezes com sentido de humor. Esta não quer afirmar nada. Não é "carne nem é peixe", é apenas uma graçola, ou um disfarce de algo subentendido.

Mas eu posso dizer, com certo grau de convicção, que creio que amanhã não choverá, se não se apresentam indícios de chuva.
Ao utilizar a palavra creio, nesta frase, quero dizer que suponho que acontecerá assim, ou seja, não sei bem, não tenho certeza, mas acredito, tenho fé de que assim será. Essa é a minha opinião, embora possa não ser absolutamente segura.

Por outro lado, posso usar a palavra crer para significar que acredito, que confio em alguém, amigo, médico, advogado..., que tenho fé nessa pessoa.
É este segundo sentido do verbo crer que se usa na Fé dos cristãos. Eu creio em Jesus Cristo. Eu confio em Jesus Cristo, o enviado do Pai. Eu tenho Fé.

Ter Fé é deixar as seguranças humanas e embarcar numa aventura radical. Entrar numa relação interpessoal de amor com Cristo, de modo totalizante, até que esse amor já não caiba mais só dentro da relação, mas tenha de extravasar daí para fora, sendo arrastado aos que estão próximos.

Conhecemos ou já ouvimos falar de muitas pessoas concretas que rumaram neste sentido, desde Abraão até aos nossos dias. Pessoas como nós, que confiaram e aderiram a um projecto de vida novo. E fizeram-no de todo o coração, transformando assim o seu viver e o mundo à sua volta.

A definição de ou crer será, assim, uma atitude de confiança total na pessoa de Jesus Cristo vivo, Verbo de Deus, não de maneira abstracta, mas em comunhão íntima com Ele, que leva a acreditar na sua mensagem, procurando conhecê-la cada vez melhor e fazê-la chegar aos outros; que leva a um compromisso de ajudar a construir um mundo mais fraterno, mais justo.

"Mostra-me a tua fé sem obras e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras." (Tgo. 2, 18)

Eu sei que não é fácil, que surgem dificuldades, momentos de dúvida e de desânimo, avanços e recuos... mas se eu tenho Fé, a minha vida será conforme essa Fé e não conforme se apresentar o dia. Quer com sol, quer com chuva, terei de agir de acordo com aquilo em que creio.
É este o caminho da felicidade.

Obrigada, António, por me indicares Mc. 2, 17 [«Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os enfermos. Eu não vim chamar os justos mas, os pecadores»].

A minha resposta, então, até poderia ser com a citação de Lc. 6, 39 [«Pode um cego guiar outro cego? Não cairão os dois nalguma cova?»].

Ou então, muito bem, com a de Lc. 7, 39 [«Se este homem fosse profeta, saberia quem e de que espécie é a mulher que lhe está a tocar, porque é uma pecadora!»].


Agora concluo com Lc. 11, 28:
"Felizes os que escutam a palavra de Deus e a põem em prática."

 
.

20070911

Se eu tivesse a coragem de sair daqui

Se eu tivesse a coragem de sair daqui
De dizer aos outros, de falar de Ti
Se fizesse o que digo quando estou aqui
Veria em Cristo um amigo sempre ao pé de mim

Mas as cordas que me prendem à vida
Não são fáceis de rebentar

És Cristo vivo que estás em mim
Quando te sei aceitar
És minha razão de ser e de agir
Só em Ti é que eu quero arriscar
Só em Ti é que eu quero arriscar

E às vezes o vento fala-me de Ti
E do Teu sofrimento que passaste por mim
E eu sinto cá dentro que nasce a vontade
De tornar as palavras vida, realidade

Mas as pedras do caminho
Não são fáceis de ultrapassar

És Cristo vivo que estás em mim
Quando te sei aceitar
És minha razão de ser e de agir
Só em Ti é que eu quero arriscar
Só em Ti é que eu quero arriscar

Só em Ti é que eu quero arriscar
Só em Ti é que eu quero arriscar

(desconheço o autor)
cantamos no GJ

20070906

Eu sei que Deus me ama, por isso...

Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO, mesmo eu sabendo que as rosas não falam.

Que eu não perca o OPTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro pode não ser assim tão alegre.

Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa...

Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam por se ir embora das nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda.

Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia.

Que eu não perca a VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que as pessoas que eu mais amo, podem não sentir o mesmo sentimento por mim...

Que eu não perca a LUZ e o BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo, escurecerão os meus olhos…

Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos.

Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.

Que eu não perca o SENTIMENTO DE JUSTIÇA, mesmo sabendo que a prejudicada possa ser eu.

Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo que um dia os meus braços estarão fracos...

Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VER, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão da minha alma...

Que eu não perca o AMOR PELA MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigirá esforços incríveis para manter a sua harmonia.

Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe no meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado.

Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno...

E acima de tudo... Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente, que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois....

A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR!

Adaptei de: Francisco Cândido Xavier

20070901

Ía tão linda, a noiva!... lindo casamento!


Um casamento feliz exige que nos apaixonemos muitas vezes e sempre pela mesma pessoa.
(Autor desconhecido)

AS BEM-AVENTURANÇAS DO CASAMENTO

I. Bem-aventurado o casal que continua a demonstrar carinho e consideração um com o outro depois que a novidade dos primeiros anos passou.

II. Bem-aventurado o casal que é educado e cortês um com o outro, como o são com os seus amigos.

III. Bem-aventurados são aqueles que têm sentido de humor, pois este atributo é um grande "amortecedor de choques".

IV. Bem-aventurados são aqueles que amam os seus companheiros mais do que qualquer outra pessoa no mundo e que cumprem com alegria os seus votos de casamento com uma vida inteira de fidelidade e respeito mútuos.

V. Bem-aventurados são aqueles que alcançam a paternidade, pois os filhos são herança do Senhor.

VI. Bem-aventurados os que se lembram de agradecer a Deus a sua comida, e que separam tempo para a leitura da Palavra de Deus e oração diariamente.

VII. Bem-aventurados os cônjuges que nunca levantam a voz para o outro e que fazem do seu lar um lugar onde palavras encorajadoras sempre são ouvidas.

VIII. Bem-aventurado o casal que fielmente vai à igreja e que trabalha junto para a expansão do reino de Deus.

IX. Bem-aventurado o marido e a esposa que sabem lidar com as suas diferenças e se ajustam sem a interferência dos parentes.

X. Bem-aventurado é o casal que tem um completo entendimento das finanças e que conseguiu uma parceria perfeita onde todo o dinheiro está sob o controle dos dois.

XI. Bem-aventurados são o esposo e a esposa que humildemente dedicam a sua vida e o seu lar a Deus e que praticam os seus ensinamentos sendo leais, amorosos e não egoístas.

Porque um casamento lindo não é um dia.

(Para a D. e seu marido, que hoje deram este passo nas suas vidas, desejo, de todo o coração, que o seu casamento seja sempre lindo.)

Podes partilhar também aqui as tuas palavras