20080129

Faz um ano…

Iniciei em Fevereiro de 2007 com

O essencial é AMAR


Foi a leitura de alguns blogs que me fascinou e me seduziu a criar o meu próprio espaço pessoal.

Começo por referir o Confessionário dum padre. Neste me perdi durante dias consecutivos.
Aquilo que primeiro me seduziu foi a música que tinha na altura – I Only Ask of God, dos Outlandish.
Transmitiu-me uma paz e uma calma enormes, de tal modo que me absorvi nele e o vasculhei de uma ponta a outra, não me conseguindo conter sem o indicar a amigos. Um deles respondeu-me assim: "(...) achei o Confessionário um "sítio" delicioso! (...) achei-o muito interessante pela espiritualidade e pelo humor! E achei ainda mais interessante as reacções dos penitentes (paroquianos virtuais)".

Através do Confessionário cheguei à Elsa e à Vilma.

Oh! A Elsa… e o seu Eu estou Aki!
Diz ela: "Poderia estar noutro sítio... mas é aki que estou, simplesmente porque alguém me encontrou!"
Aki encontrei uma afinidade, uma identificação muito, muito grande! E mais uma vez, a música de fundo... Sara McLaren, Angel (penso que não me engano).
E criei o meu Blog!
Mais tarde confessei-lho, e ela: “Fá...fiquei tão contente com a revelação do teu segredo...então o meu - Aki - tem um filhote?? Ai! que lindo!!!"

A Vilma, com o seu Coisas de mim, encantou-me. Assim se define:“Alegre, tranquila, sonhadora, romântica incurável, infantil. Desorganizada, esquecida, desafinada... mas acima de tudo, muito apaixonada! Por Deus, pela vida, pela familia, pelos amigos!"
Acho-a uma mulher de Fé extraordinária!

Entretanto cheguei ao Teologar da Sandra Dantas, uma irmã Filha de S. Paulo, que neste momento se encontra em Itália "a fazer uma experiencia muito bela de encontro com Deus". Fiquei rendida com um vídeo que acabei por colocar aqui neste espaço:Ninguém te ama como Eu.

Depois… bem, e depois, por alturas da Páscoa, chegou a Cátia! Uma menina que entrou no meu coração, que a Elsa me apresentou, e o seu Ticho onde coloca toda a sua sensibilidade. Diz ela: "Porque eu sou do tamanho do que vejo, e não do tamanho da minha altura..."

No meio disto tudo fui lendo outros blogs com maior ou menor assiduidade e encontrei A Partilha, do António. Ainda sem conhecer bem o seu conteúdo encontrei na caixa de recados: “Porque somos tentados, o inimigo do homem por vezes triunfa... e lá apaguei o meu blog!”. Bolas! Que decepção… Mas este renasceu das cinzas e foi-me cativando.

Mais tarde fui convidada, não sei bem por quem, para participar no Apenas Oração, que o Joaquim administra, levando-me ao Que é a Verdade?. Estes dois blogs enchem-me de Deus!

Mais ou menos por essas alturas deparo-me com a Malu e o seu A Capela. Oh! A Malu! Que “mulher”!... (eheheh!)
Citando o Joaquim, que tão bem a definiu:"A escrita fluida, o humor, a procura, a entrega, a amizade, a presença amiga constante."

E ainda outros… e outros…

Ah! mas estes que aqui deixei… de cada um destes eu digo
“é um blog muito bom sim senhora!”

(Meus amigos premiados, façam o favor de levantar este distintivo, que o Joaquim me ofereceu e que eu vos transmito com muito carinho!)

20080126

Eis-me aqui

Eis-me aqui, Jesus, também hoje diante de Ti,
todo renovado, assim como Tu me queres.
Eu serei a resposta ao Teu porquê,
um fruto digno do Teu abandono: eis-me aqui!


Um pacto já nos une,todos diante de Ti
a declarar o nosso amor exclusivo,
a responder aos dons do Teu amor,
e porque foste abandonado,
contigo morremos e ressuscitamos.

Estamos na primeira fila desta aventura divina
para que vença neste mundo o amor;
uma só alma, uma só voz que canta,
e repete com a vida
a oração que chega a Ti.




Eis-me AQUI , Domingo, em NOTAS EMPRESTADASNão deixem de visitar!

20080125

The Secret

lugares e


mares são

árvores

em

casas de

matemática


e
asas no ar a

mirar...


Hoje não escrevo coisa com coisa...

também não é para menos!...

Não é todos os dias que nós...

... eu e um homem maravilhoso que vive aqui em casa


Fazemos 27 anos de casados!


I'm in love!



20080123

"O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá"

O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá é o título de um pequeno livro do escritor brasileiro Jorge Amado, entre os muitos que tenho na estante, e que ando para ler há algum tempo.
Provavelmente não terá nada a ver com o que se segue. Também, o objectivo não é escrever um texto lá muito coerente.

Quando comecei com este blog, e como terei já referido nalgum lado, fi-lo com o intuito de aqui ir colocando coisas que me dissessem algo. Mais até para mim do que para quem me viesse a ler. Coisas que me fizessem sentir bem quando aqui entrasse, que de certo modo me realizassem e me dessem prazer saborear. Objectivo um bocadinho egoísta, diga-se a verdade, mas é que isto do ego e da auto-estima tem muito que se lhe diga! Porque, ou eu me sinto bem comigo própria e contagio os outros com a minha felicidade ou, caso contrário, corro o risco de ir afundando, podendo arrastar comigo quem estiver mais perto. E eu só quero que todos se sintam bem, principalmente os que mais amo.

Ao efectuar uma pesquisa sobre a comunicação relembro-me que esta pode ser de vários tipos, desde os animais aos humanos. Visual, olfactiva, sonora, gestual, linguística, escrita...
Sobre a comunicação olfactiva, achei interessante a demarcação do território, através da urina, feita por canídeos e felídeos. E, ainda, o odor do cio das fêmeas logo compreendido pelos machos.
Relativamente à comunicação sonora, esta é usada por quase todos os animais, mas estou a lembrar-me de algumas aves com os seus rituais de acasalamento. E, ainda, um determinado mugido entre alguns bovídeos selvagens que produz a imediata concentração das fêmeas.
E fico-me por aqui...

Este texto pretendia ser pura ficção. Se virem nele quaisquer semelhanças com realidades, estas deverão ser olhadas como meras coincidências. Não me perguntem porquê. Poderá não fazer sentido para ninguém, mas deu-me um gozo enorme escrevê-lo!

Perdoai-me!

Adenda em 30 de Janeiro:
Já li "O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá" e ganhei uma "rosa azul". Afinal parece-me que o texto não será, de todo, desprovido de nexo!

20080119

O Verbo de Deus

Queres saber de que cor são os Sonhos de Deus?
Volta a olhar o mundo pela primeira vez.
(bis)

Pois o verbo de Deus habitou entre nós
Pois o verbo de Deus habitou entre nós
(bis)

Queres saber o lugar da morada de Deus?
Volta a olhar o Homem pela primeira vez.
(bis)

Queres saber o segredo do coração de Deus?
Volta a olhar o amor pela primeira vez.
(bis)

(Música - JMJ 2000)


Isto me anima! Procurar os acordes na viola... Cantarolar vezes sem conta, até ouvir "mamã já chega!"... Adormecer e acordar com a música na cabeça, no coração... Sentir que interiorizando a letra, posso ser uma pessoa melhor... que posso tornar o mundo melhor!

Acordes e ouvir aqui

Ouvir aqui só a melodia



20080117

Que mundo é este?

Perco-me!
Outra, e outra... e outra vez!
Dou por mim completamente à deriva!
Busco entre as ideias desordenadas e não consigo perceber.
É tanta a incoerência no mundo que me rodeia!
Tanta cobardia, hipocrisia, falta de escrúpulos, malvadez... impunidade!
Por onde andam a bondade, a pureza, a rectidão, o amor... a justiça?
Os exemplos vêm de cima!

Bem diz a Malu [A Capela ]:

«Os maus não são bons, porque os bons não são melhores.»
( Paulo VI)

20080111

P'ra Te adorar

O homem apressado
E o mundo cansado
Mas porém eu quero parar
P'ra Te adorar

O homem sem tempo
E o mundo sem alento
Mas porém eu quero parar
P'ra Te louvar

Ao longo do meu dia
Com todo o meu crer
Irei proclamar-Te
Meu Senhor e meu Deus

Com toda a alegria
Com todo o meu ser
Irei adorar-Te
Meu Senhor e meu Deus

O homem distraído
E o mundo esquecido
Mas porém eu quero parar
P'ra Te adorar

O homem não tolera
E o mundo desespera
Mas porém eu quero parar
P'ra Te louvar

Ao longo do meu dia
Com todo o meu crer
Irei proclamar-Te
Meu Senhor e meu Deus

Com toda a alegria
Com todo o meu ser
Irei adorar-Te
Meu Senhor e meu Deus

O homem a correr
E o mundo a sofrer
Mas porém eu quero parar
P'ra Te adorar

O homem indiferente
E o mundo doente
Mas porém eu quero parar

P'ra Te louvar

Ao longo do meu dia
Com todo o meu crer
Irei proclamar-Te
Meu Senhor e meu Deus

Com toda a alegria
Com todo o meu ser
Irei adorar-Te
Meu Senhor e meu Deus


Meu Senhor e meu Deus
Meu Senhor e meu Deus


P'ra Te Adorar
Letra, música e interpretação dos FIAT LUX

Ó Ó qui pa eles!!!

Os FIAT LUX fazem parte de um Grupo de Jovens (no qual tenho muito orgulho), filiado na Associação de Jovens Vértice. E, por agora, mais não digo!

20080108

Assertividade precisa-se hoje em dia

A assertividade é uma filosofia de vida, falando em comunicação e relações inter-pessoais! Esta é a capacidade de transmitir de forma clara e honesta, sem máscaras, aquilo que se sente, se pensa ou se quer.

Ser-se assertivo é ser-se auto-afirmativo. A atitude de auto-afirmação é uma virtude, uma arte de se afirmar, de defender o próprio espaço (físico, mental, emocional…) sem recuar, mas sem agredir ninguém.

Entre outras características, uma pessoa assertiva sente-se bem consigo própria quando diz sim e quando diz não, sabendo que uma decisão não é necessariamente definitiva ou sempre certa, e que nem sempre tem que dar satisfações. Não é dissimulada e sente-se à vontade com os outros. Estabelece com os outros uma relação de confiança e não calculista.

À medida que a pessoa for agindo de forma assertiva vai-se apercebendo de pequenas vitórias que vai alcançando, elevando assim a sua auto-estima.

Em oposição encontramos outros três estilos de comportamento que não interessam nada: o passivo, o agressivo e o manipulador. Penso que as pessoas que agem sob qualquer um destes, lá bem no fundo, devem sentir alguma frustração que os leva a adoptá-lo.


Sinto-me tão bem!



O saber falar é o dom de muitos.
O saber calar é o dom de poucos.
O saber escutar é a generosidade de muito poucos.

20080106

Janeiras, pois então!

A cantar... nem que chova!
Não podemos quebrar a tradição dos Reis!

Inda agora aqui cheguei
Mal pus o pé na escada
Logo o meu coração disse:
Aqui mora gente honrada.

Ó irmãos na caridade
Notícias vos trago eu
Às doze horas da noite,
O Deus Menino nasceu.

Nasceu numas tristes palhas
Como nasce o cordeirinho;
Por causa dos meus pecados
Foi preso ao madeirinho.

Viva lá senhor da terra
Casaquinha de veludo,
Meta a mão no seu bolsinho
Deite p’ra cá um escudo.

De quem é a bengalinha
Que está além no bengaleiro?
É do senhor desta casa
Que é um lindo cavalheiro.

Vamos dar a despedida
Que a cereja deu ao ramo;
Fiquem-se com Deus, senhores,
Adeus, até outro ano.


Mais versões aqui

20080104

Gosto disto!

Coça-me as costas. Anda, vá! Do outro lado. Mais para baixo. Mais em cima. No pescoço. Agora no ombro... ligeiramente para... Aí… é aí! Que bom! Bolas! Maldito telefone, só toca em alturas inconvenientes! Estou! Sim… onde? É para já!
Amor… vou. Beijinho… huum…
Entro no carro e saio para a estrada. Ligo o rádio na estação preferida…

"It's got to be-ee-ee-ee-ee-ee-ee perfect
It's got to be-ee-ee-ee-ee-ee-ee worth it
yeah.
Too many people take second best
But I won't take anything less
It's got to be
yeah
perfect"

Raios! Gosto disto!




20080102

Na margem


(Pintura de Karl Albert Buehr)

Sento-me na margem
E ouço os ruídos do mar
É fria a aragem!
Encolho-me
Prefiro recolher-me
À minha insignificância
E nem sequer ousar
Desvendar
Os segredos das ondas
Sou ave pequenina
Perante uma vastidão
De desconhecido
Gosto de me saber humilde
Com a certeza de que a humildade
Nunca fez mal a ninguém!
E o mar
Torna-se revolto
Agita-se
Arroga-se um deus
Deixá-lo!...
Bem pode crescer
Depois recuar
Não vou na onda
Nunca aprendi a surfar
E sei bem que é a lua
Que influencia as marés
Por isso fico na margem
Com o sol a doirar nos pés!

20080101

Ano Novo, Vida Nova!

Quando tiveres algum problema, faz alguma coisa!
Se não puderes passar por cima, passa por baixo, passa através, dá a volta, vai pela direita, vai pela esquerda...
Se não puderes obter o material certo, vai procurá-lo.
Se não puderes encontrá-lo, substitui-o.
Se não puderes substituí-lo, improvisa.
Se não puderes improvisar, inova.
Mas acima de tudo, faz alguma coisa!!!
Há dois géneros de pessoas que nunca chegam a lado nenhum:
as que não querem fazer nada e as que só inventam desculpas!


(DANIEL LUZ, Insight; A essência da verdade, coleção pensamentos de sabedoria.)




Desejo, a todos e a cada um, muita Paz e Tranquilidade neste Novo Ano!

Podes partilhar também aqui as tuas palavras