20080229

É hora de viver


[Salvador Dali, A Persistência da Memória]

Olha o calendário
Acerta o relógio
Acerta o passo
Acerta a vida

O dia é este
A hora
É agora
Vive intensamente

Cada dia
Cada hora
Cada minuto
Cada segundo

Tem Esperança
Mas não esperes
Por um dia
Que se disfarça
A cada quatro anos

É hora de viver
Hoje
Aqui
Agora

Não só sobreviver
Não apenas existir!

20080225

Pela luz dos olhos teus

"Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar,,,


Ai, que bom que isso é meu Deus
Que frio que me dá o encontro desse olhar"

la...la...la...la...

Caminhando vieste até mim
Andando fui ao teu encontro
Tu e eu juntas num abraço
Intenso momento de emoção
Ainda tenho no peito.



Hoje fizeste sorrir o meu coração.

Encheste-o um bocadinho mais.


Obrigada, menina do meu coração!

20080223

Água (fonte de vida)

Água que brota da fonte da vida
Água que vem do amor
Água que lava e cura as feridas
Vem curar minha dor.

Vem a mim Senhor, vem me dar a luz
Vem matar minha sede, carregar minha cruz
Vem a mim Senhor, transformar o meu viver
Converte-me, cura-me, salva-me
Na Tua graça eu quero viver.


[Cântico: Água fonte de vida]
(Autor - Francisco Dos Santos)

20080219

Pó da terra.
Tão simples!
Sou apenas pó da terra.

Sozinha
Apenas isso,

Que um sopro do vento
Levanta!

Um pouco de chuva
E deixa de ser
Pó.

Uns raios de sol
E o barro
Secou.

20080216

Onde Deus te levar

Podes achar que não tens
P'ra onde ir, nem que fazer
Não sabes bem quem és aqui
Neste mundo tão grande e frio
Mas há qualquer coisa em ti
Que te faz querer, querer ser alguém,
Querer ser alguém...

E a Vida não vai parar,
Vai como vento,
Tens tudo a dar
Não percas tempo
Podes saber que vais chegar
Onde Deus te levar

Mas pode ser tão difícil,
de acreditar, em Deus assim
Será que Ele se vai lembrar...
de me ajudar, será que sim?
Mas há qualquer coisa em mim
Que me faz querer: acreditar
Acreditar!


20080215

Somos um

Ao passar a vida, eu sei,
Que nem tudo vai ser como sonhei
Ter caminho p’ra fazer
E um Plano, sem saber ser “Mais alguém”.

E vais ver, vais sentir, não precisas desistir
Quando a Vida te pára e diz “Não!”
Pois Eu estou junto a ti, dou-te a Força que há em Mim
Tu és mais do que “um só”: somos Um!

Somos Um, somos Um...
somos Um
(Eu e Tu)
Somos Um, somos Um...
somos Um
(Eu e Tu)

Posso ser igual a mim
Ou terei de desistir de ser assim?
Confiar no coração?
Ou no Plano que Deus tem para mim?

Mesmo os que aqui não estão, de ti esperam, com razão
Teu Rumo tu estás a traçar
Seres alguém, seres Feliz, porque “Alguém” assim o quis
Seres um “mais” para ti: somos Um!

Somos Um, somos Um...
somos Um
(Eu e Tu)
Somos Um, somos Um...
somos Um
(Eu e Tu)

Somos Um, Eu e Tu, como a Terra e o Céu
Unidos pelo mesmo Sol
E de ti vais colher o Orgulho de crescer...
E sorrires quando vires que somos...um!


Jamendo Playlist Música escutista

20080214

Ou estudas... ou... estudas!

"Ai que prazer
Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não o fazer!"



"Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma."

(Fernando Pessoa, Liberdade)


Estudar, estudar...
Melhor mesmo é namorar!

Então vamos lá... estudar!

20080211

Dia do doente


Mensagem para hoje.

Dois homens, ambos gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital. Um deles podia sentar-se na sua cama durante uma hora, todas as tardes, para que os fluídos circulassem nos seus pulmões. A sua cama estava junto da única janela do quarto. O outro homem tinha de ficar sempre deitado de costas. Os homens conversavam horas a fio. Falavam das suas mulheres e famílias, das suas casas, dos seus empregos, onde tinham passado as férias... E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava, ele passava o tempo a descrever ao seu companheiro de quarto todas as coisas que ele conseguia ver do lado de fora da janela.

O homem da cama do lado começou a viver à espera desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a actividade e cor do mundo do lado de fora da janela. A janela dava para um parque com um lindo lago. Patos e cisnes chapinhavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos. Jovens namorados caminhavam de braços dados por entre as flores de todas as cores do arco-íris. Árvores velhas e enormes acariciavam a paisagem e uma ténue vista da silhueta da cidade podia ser vista no horizonte.

Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia isto tudo com extraordinário pormenor, o homem no outro lado do quarto fechava os seus olhos e imaginava a pitoresca cena. Um dia, o homem perto da janela descreveu um desfile que ia a passar. Embora o outro homem não conseguisse ouvir a banda, ele conseguia vê-la e ouvi-la na sua mente, enquanto o outro senhor a retratava através de palavras bastante descritivas.

Dias e semanas passaram. Uma manhã, a enfermeira chegou ao quarto trazendo água para os seus banhos, e encontrou o corpo sem vida do homem perto da janela, que tinha falecido calmamente enquanto dormia. Ela ficou muito triste e chamou os funcionários do hospital para que levassem o corpo.

Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela. Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado, a enfermeira deixou o quarto.

Lentamente, e cheio de dores, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora.

Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela... que dava, afinal, para uma parede de tijolo!

O homem chamou a enfermeira e perguntou o que teria feito com que o seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela.

A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem sequer conseguia ver a parede. "Talvez ele quisesse apenas dar- lhe coragem...".
(desconheço o autor)

Qualquer um de nós, mesmo com quaisquer enfermidades, pode sempre tornar o outro um pouco mais feliz!

Há uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes, apesar dos nossos próprios problemas.

A dor partilhada é metade da tristeza, mas a felicidade, quando partilhada, é dobrada.

20080209

quadragésima.com

«O tempo da Quaresma é um tempo de descoberta da nossa identidade como cristãos. É um tempo de encontro connosco próprios e com Deus. É um tempo especial de introspecção e reflexão. Porque não havemos de o fazer aqui, na net, e de uma forma mais comunitária, ajudando-nos uns aos outros?! Deste objectivo nasce esta proposta, a “quadragésima.com”.»
__________________________

[Eu nunca poderia ficar indiferente a esta mensagem, ainda para mais, vinda de quem veio – do Confessionário!
“Fá, não perguntes porquê... mas vou-te pedir um favor: que inicies algo que vou colocar lá no meu sítio. Não digas que não. Parece que é de muita responsabilidade. É mais de muita amizade.
Aceita.
beijinhos” ]
________________________

Regras da quadragésima.com:

1- Ao receber a “quadragésima.com” o blogger deve reflectir na sua relação com Deus e descobrir uma frase, bíblica ou não, que a defina;

2- Depois de o fazer deve re-escrever num post estas regras, as frases já assinaladas pelos anteriores bloggers (com o respectivo link), e escrever a sua;

3- No post deve incluir quem deseja convidar (pode e deve manifestá-lo no blog da pessoa convidada);

4. Não é permitido fazer mais que um convite ao mesmo tempo;

5- O blogger que, recebendo a “quadragésima.com”, não estiver interessado em aceitá-la, deve indicá-lo ao seu emissário para que este lhe dê seguimento através de outro blogger;

6- Não podem aceitar mais que uma vez a “quadragésima.com”; se o convite aparecer, mesmo vindo de outra “frente”, devem igualmente informar o emissário do segundo convite;

7- A “quadragésima.com” realiza-se em 3 frentes: frente “Deus-Pai”; frente “Jesus”; frente “Espírito Santo”; estas frentes funcionarão quase como equipas, para tentar chegar ao maior número de bloggers possível (não se trata de encontrar vencedores, mas empenhados);

8. A “quadragésima.com” será encerrada na Sexta-feira Santa, dia 21 de Março, pelas 12.00 horas, hora em que o último blogger receptor deve endereçá-la, já com a sua frase, a este endereço, para publicitarmos todas as frases que definem a nossa relação com Deus nesta Quaresma de 2008.

Obrigado por aceitares a quadragésima.com
__________________________

Pois bem, coube-me a frente “Espírito Santo” a que irei dar início escrevendo a minha frase e convidando o Joaquim – Que é a Verdade? a dar-lhe continuidade.
__________________________

quadragésima.com - as frases

0. “Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas.Jo 10, 11 - Confessionário dum padre


frente “Espírito Santo”

1. ''De maneira semelhante é que o Espírito vem em socorro da nossa fraqueza, pois não sabemos o que devemos pedir em nossas orações, mas é o próprio Espírito que intercede por nós com gemidos inefáveis''. Rom. 8,26Partilhas em Fa menor



Claudine Pinheiro - Água Viva

[Podem ir seguindo a evolução desta frente aqui nos comentários.]

20080208

A ver o mundo de outra janela

Quando as verdades incomodam!



“O que nos causa sarilhos não é aquilo que não sabemos”.

Vi recentemente o documentário feito por Al Gore, An Inconvenient Truth.

- Mas o que é que está a acontecer?

Diz a letra da música de Melissa Etheridge:

“Have I been sleeping?
I’ve been so still
Afraid of crumbling
Have I been careless?”

(Eu estava dormindo?
Eu estava tão parada
Com medo de despedaçar
Eu estava desatenta?)

A verdade é que me tocou este documentário.
Uma descrição sobre o aquecimento global do nosso planeta, uma eminente catástrofe ambiental, provocada pelas emissões de Co2, se não for travada a tempo.
Os oceanos aquecem e acontecem tempestades fortes, furacões, degelos em larga escala, cheias e secas, doenças e pragas… Será que o clima está a mudar? A Natureza está a enlouquecer?

- Será mesmo? Não será uma profecia da desgraça? Não será, como sempre ouvi aos antigos, que o mar que vem buscar o que já foi seu?!


Porque o que mais há é quem lance dúvidas, o que leva as pessoas a ficarem confusas. Temos que procurar separar a verdade da ficção, se conseguirmos. Porque aquilo que tomamos por garantido pode já não existir para os nossos filhos”. E um dia eles poderão perguntar porque não agimos enquanto estávamos a tempo de o fazer.

“Fazer o que está correcto faz-nos progredir.”


- E “cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém”!

(Mas agora também já dizem que os caldos de galinha podem fazer mal também.)



Hello!!!

“That I need to move
I need to wake up
I need to change
I need to shake up
I need to speak out
Something’s got to break up
I’ve been asleep
And I need to wake up
Now”


(Que eu preciso de me mover
Preciso acordar
Preciso mudar
Preciso sacudir
Preciso falar
Certas coisas têm que quebrar-se
Tenho estado a dormir
E preciso acordar
Agora)


Apesar de achar que na Natureza "nada se perde, tudo se transforma", podemos sempre mudar o que estiver ao nosso alcance, no sentido de diminuir as emissões de Co2, para reverter o aquecimento global e daí, todas as suas consequências.
Utilizando, a nível mundial, tecnologias já existentes (como foi com a redução dos CFC pela camada de ozono), é possível reduzir os níveis de Co2 para os de 1970, considerados normais.



- Acho que cada um de nós tem de fazer a sua parte e, pelo sim pelo não, ir sensibilizando os outros para as questões ambientais.


Para começar…

- Desliga os aparelhos eléctricos quando não estiverem a ser utilizados. Desliga da tomada os aparelhos eléctricos que menos usas, porque eles continuam sempre a gastar energia.
- Lava a roupa com água fria ou morna.
- Seca a roupa numa corda em vez do secador da roupa, sempre que possível.
- Põe a louça a lavar só quando a máquina estiver cheia, ou lava à mão.
- Compra aparelhos com um consumo eficiente. Troca as lâmpadas incandescentes pelas lâmpadas fluorescentes/económicas.
- Ajustar o ar condicionado. Limpa os filtros.
- Melhora o isolamento térmico da casa, aumenta a insolação, pede uma análise do consumo de energia.
- Muda para fontes renováveis de energia.
- Isola as janelas, portas e tecto para gastares menos energia em aquecimento.
- Usa e abusa dos “3R´s” – Reduzir, Reutilizar e Reciclar.
- Usa papel reciclado.
- Planta árvores. Muitas árvores. As árvores consomem Co2 e libertam O2.
- Compra comida fresca e menos congelados.
- Procura comprar em mercados locais.
- Come menos carne.
- Se puderes, compra um carro híbrido. Se não, um que seja eficiente e gaste menos combustível e com menor emissão de gases.
- Tem atenção à manutenção do teu carro: quando maior a sua eficiência, menos gases nocivos são libertados. E vê o estado dos pneus, que também ajuda.
- Sempre que possível, anda a pé ou de bicicleta, ou de transportes públicos.
- Deixa de fumar e incentiva os que te rodeiam a fazerem o mesmo.
- Não estragues o mundo em que os teus filhos vão viver.
- Se acreditas na oração, reza para que as pessoas encontrem a força para mudar.
- E passa a palavra!


Visita o site http://www.climatecrisis.net/

20080206

Um tempo para tudo

"Há tempo para nascer, e tempo para morrer;
tempo para plantar, e tempo para arrancar o que se plantou;
tempo para matar, e tempo para dar a vida;
tempo para destruir, e tempo para edificar;
tempo para chorar, e tempo para rir;
tempo para se afligir, e tempo para dançar;
tempo para espalhar pedras, e tempo para as ajuntar;
tempo para dar abraços, e tempo para se afastar deles;
tempo para adquirir, e tempo para perder;
tempo para guardar, e tempo para atirar fora;
tempo para rasgar, e tempo para coser;
tempo para calar, e tempo para falar;
tempo para amar, e tempo para odiar;
tempo para a guerra, e tempo para a paz."
(Ecle. 3, 2-8)

Há tempo para Carnaval,
e tempo para Quaresma…

20080205

Carnaval no bowling

Nem só de trabalho vive o Homem.
Também de lazer, descontracção e divertimento se reveste a sua vida!

Por isso fui ao bowling com a minha “matula”.
Todos mascarados a rigor, como manda a nossa

tradição
.
E fizemos um figurão… pelo menos entre nós!!!



Splaasch!!!

- Ó Marquito, só ganhaste porque eu deixei!...
Sabes, é que até parecia mal que eu vos batesse a todos! Eheheheh!



Foto fresquinha, ehehehh carnaval! Bem feito!
Só para verem que não minto!

20080202

Valerá a pena?



Valerá a pena subir montanhas

Se as tiver que descer?

Para quê trepar degraus

Para ver um amanhecer?


Melhor viver dia-a-dia

Sem um grande sobressalto

Ficando pelo sopé

Sem perder de vista o Alto!

Podes partilhar também aqui as tuas palavras